Artigos

15/01/2019
O que é Metrologia Produtiva?

Em Conhecimento e informação, Metrologia

Conforme já escrevemos em nosso blog “Metrologia produtiva, o valor da medição para seu processo ou produto!”, a Metrologia Produtiva precisa ser ainda mais disseminada nos ramos dos negócios e no meio acadêmico, e é por isso que a ACC PR traz um pouco mais sobre essa visão da metrologia na prática. Antes de apresentar o conceito de Metrologia Produtiva, uma breve introdução de alguns termos se faz necessário para o entendimento do contexto geral deste artigo.

Metrologia Produtiva

O vocabulário internacional de metrologia – VIM, define metrologia como a Ciência da medição e suas aplicações. Segundo o VIM, a metrologia engloba todos os aspectos teóricos e práticos da medição, qualquer que seja a incerteza de medição e o campo de aplicação. H. Kunzmann e T. Pfeifer, apresentam em seu artigo o termo Metrologia Produtiva, definindo-a como o campo do conhecimento interessado na medição e em como ela pode gerar informação e subsequentemente ganho de conhecimento para mudar algo ou alguém, seja por se tornar um motivo para a tomada de ações, ou por fazer um indivíduo (ou uma instituição) capaz de realizar ações diferentes e mais assertivas. Esta definição de Metrologia Produtiva deve deixar claro que a informação gerada pela medição deve ser utilizada de modo eficaz.

Em um contexto geral, a metrologia produtiva é a área onde informação, obtida através de medições, é transformada em conhecimento. Quando utilizamos de medições em nossos processos, estamos coletando dados de diversos tipos, como por exemplo, peso de um produto, velocidade de escoamento de um liquido, pressão ao longo do tempo do meu equipamento, e uma série de valores numéricos observados e registrados por instrumentos de medição. Mas o que fazer com todo esse conglomerado de dados? A Metrologia Produtiva procura responder essa pergunta mostrando como podemos transformar medições em conhecimento.

Metrologia gera informação e conhecimento

Os autores H. Kunzmann e T. Pfeifer complementam que uma medição é realizada com o objetivo de determinar quantidades especificas em números e unidades de medida. Os resultados provenientes desta medição podem gerar inúmeras informações que podem ser transferidas para alguém ou para um sistema de processamento de informação e ambos podem comparar essas informações com números já calculados, definidos ou conhecidos devido a experimentos anteriores.

A chegada até o conhecimento é o alvo da medição, e para alcançar este status de entendimento é necessário que ocorra a transferência de informação útil para um nível de interação onde seja possível formar conceitos e desenvolver novos conhecimentos, originando novas descobertas e conclusões, desenvolvendo o chamado know-how e finalmente a sabedoria para gerenciar melhorias na indústria de produtos e serviços. A figura abaixo, também já apresentada em nosso blog, mostra o ganho de conhecimento e sabedoria através da experiência e entendimento das medições realizadas. Podemos perceber que o ponto de partida para a sabedoria é a metrologia.

Quantificação do aumento de informação através de medições

Segundo os autores H. Kunzmann e T. Pfeifer, uma equação matemática foi criada para evidenciar que é possível quantificar o ganho de informação através da medição. A figura abaixo associa um valor monetário virtual a uma parcela de informação, e busca mostrar os benefícios, custos e lucros gerados por medições como uma função do aumento de precisão/incerteza em termos da variável m. Neste caso, aumentar a precisão/incerteza em medição é buscar níveis de incerteza reduzidos.

Para os autores H. Kunzmann e T. Pfeifer, o gráfico traz dois interessantes casos a se analisar:

Caso 1). Para um m = 1, a conclusão feita é de que a incerteza de medição é equivalente a incerteza associada ao conhecimento. Consequentemente, mesmo que com algum investimento em metrologia, não há ganhos relativos com a informação, ou seja, as medições que estão sendo realizadas não podem ser qualificadas como produtivas e não devem mais ser executadas. Nesta etapa em outras palavras é o mesmo que dizer que a medição que está sendo realizada em um processo não gera ganho de conhecimento e está apenas gerando números e dados, ou seja, informação ineficaz.

Caso 2). Já a relação de um m aproximadamente = 10, corresponde ao tradicional “Tool-Maker-Ruler”, que pode ser traduzido para, a decisão regida pela ferramenta. Neste caso, o ganho de informação por um fator de aproximadamente 3 unidades (CU) foi considerado suficiente pela experiência, ou seja, a partir deste ponto não há um crescimento na curva de lucro.

Na imagem ainda é possível visualizar que reduzir a incerteza de medição para um certo grau não resulta no proporcional aumento de informação e a curva de benefício em azul começa a suavizar lentamente mudando seu aspecto. Já os custos com a metrologia mantem sua característica crescente e em algum momento está curva irá sobrepor a curva de benefício econômico, e o pouco conhecimento que foi gerado deverá ser pago com um preço bem mais elevado. Qualquer relação econômica de custo benefício com a metrologia deve considerar este caso.

Comunicação e informação

Segundo os autores H. Kunzmann e T. Pfeifer, para gerar conhecimento a partir da informação, um pré-requisito necessita ser atendido, o requisito da comunicação. Mesmo dentro de um sistema, deve haver um certo código para a informação ser transmitida. Algumas informações são realmente úteis e devem então ser codificadas para uso. Em um contexto geral, o código utilizado para a informação deve ser definido pelos destinatários e representar suas percepções e necessidades para que assim seja possível construir conclusões com a informação recebida assim como os resultados de medições transmitidos. Uma importante regra na comunicação dos resultados de medição é seguir a chamada rastreabilidade.

Transformando informação em conhecimento

O conhecimento é o resultado de percepções e inclui também o processo prático e a aplicação de informações. Para desenvolver o conhecimento, a informação proveniente da medição deve ser conectar a uma outra informação e conhecimento já existente, como por exemplo estudos já realizados, pesquisas em andamento e teorias já desenvolvidas. O conhecimento não necessita ser absolutamente verdadeiro, mas deve refletir a realidade em um grau suficiente para agir com sucesso.

Do conhecimento a sabedoria

Quando com o conhecimento gerado se é capaz de resolver algum problema atual, então o termo know-how representa a habilidade humana de criar novas ideias e melhores alternativas para o já conhecido estado da arte, ou seja, o nível mais alto de desenvolvimento. O know-how resulta da combinação de experiências com visões para o futuro.

Workshop “Metrologia Produtiva: Aumentando seu lucro com a Qualidade da Medição”
No dia 28 de Março de 2019, a ACC PR realizará um Workshop sobre a importância sobre a Metrologia Produtiva e como ela pode aumentar seus lucros, faço o cadastro e receba mais informações: